Informação oficial contrapõe dados superestimados da população local utilizadas como argumento para suspender a desintrusão De acordo com o Censo Demográfico realizado no Brasil em 2010, a população residente na área da terra indígena Marãiwatsédé é de 2.427 pessoas. Destes, 1.945 declararam-se ou consideraram-se indígenas. Aqueles que não se declararam nem se consideraram indígenas, ou […]

Posseiros servem de massa de manobra para justificar as invasões A questão indígena tem um simbolismo negativo muito forte em nossa sociedade. Há mais de quinhentos anos os indígenas no Brasil vêm sofrendo ininterruptamente processo de extrema violência e extermínio, oriundo da discriminação, semelhante aos que sofrem os grupos de moradores de rua, afro-descendentes, portadores […]

A novela da área indígena de Marãiwatsédé, dos índios Xavante, no município de Alto Boa Vista, na região Norte Araguaia, MT, cada dia tem novos capítulos. No início da semana passada, um grupo, formado, sobretudo, por mulheres, fez manifestações na Praça dos Três Poderes, em Brasília, buscando reverter decisão do STF, que derrubara liminar do […]

Assista ao filme produzido pelo cineasta Marcelo Bichara, que acompanhou os Xavante na Rio+20:

Indígenas de Marãiwatsédé denunciam ameaças e pedem mais segurança para deslocamentos fora da aldeia durante processo de desintrusão. “Não foi acidente, foi ameaça”, assim definiu Mário Paridzané ao descrever a perseguição e capotamento de um carro oficial dirigido por ele, que realizava o transporte de pacientes de Marãiwatsédé no último dia 3 de novembro. A […]

Em sua última reunião plenária, em Brasília, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) aprovou recomendação ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a Corte “julgue favoravelmente pela conclusão do processo de desintrusão das terras indígenas do povo xavante de Marãiwatsédé”. O documento é assinado pela presidenta do Consea, Maria Emília Pacheco, e […]

Ouça a entrevista de Adelar Cupicinski e Cleber Buzatto, do CIMI, para a Rádio Nacional da Amazônia. Eles analisam por que os Xavante de Marãiwatsédé e os Guarani Kaiowá configuram os casos mais emblemáticos dos desterrados da ditadura militar no Brasil. É só clicar aqui e conferir o áudio na íntegra.